Desporto

Bom golo de Paência à Argentina (e a falta de letras nas camisolas)

A queda das letras na seleção olímpica impressionou na estreia no Rio16.

As letras caíram das camisolas, mas Portugal não. 

A estreia de Portugal nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro não podia ter sido melhor. Foi em futebol e com vitória sobre a Argentina, por 2-0.

Os golos apareceram na segunda parte e foram marcados por Gonçalo Paciência (66’) e Pité (84’). Ou melhor, Faltaram letras nos nomes de Paciência e Pité, bem como no resto dos jogadores da equipa de Rui Jorge. Durante a partida iam caindo letras e nomes, mas Portugal manteve-se de pé. Venceu e assumiu a liderança do grupo D, com os mesmos três pontos das Honduras (que venceu a Argélia por 3-2).

Mas o que se passou para só do lado de Portugal o abecedário ter ficado incompleto, enquanto do lado argentino o aprumo era evidente? 

Teve a ver com a baixa corrente elétrica do Brasil, que não permitiu que a máquina de estampagem aquecesse o suficiente, segundo fonte da Federação Portuguesa de Futebol, citada pelo Jornal de Notícias. A estampagem foi feita ainda em Magaratiba, onde a seleção esteve a estagiar, e o problema só foi detetado minutos antes da partida, já no balenário.

O problema parece resolvido já que a seleção vai mudar-se para o Rio de Janeiro e aí a corrente elétrica já não tem problemas. Paência. O próximo jogo é no domingo, frente às Honduras, às 15h (19h em Lisboa).