Desporto

Ryan Lochte e outros três nadadores assaltados à mão armada

Comité norte-americano confirmou o assalto

O Comité Olímpico Norte-americano confirmou neste domingo que quatro nadadores, entre os quais Ryan Lochte, foram assaltados no Rio de Janeiro, por um indivíduo armado que se fez passar por polícia.

O incidente ocorreu quando os três saíam de uma festa na Lagoa, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Os atletas apanharam um táxi que foi abordado por um assaltante. A informação foi confirmada pelo nadador brasileiro Thiago Pereira, segundo avança a Globo.

“De acordo com quatro elementos da equipa de natação dos Estados Unidos [Gunnar Bentz, Jack Conger, Jimmy Feigen e Ryan Lochte], deixaram o Club France esta manhã num táxi em direção à Aldeia Olímpica. A viatura foi parada por indivíduos armados com distintivos da polícia, que lhes pediram dinheiro e outros bens pessoais. Todos os quatro atletas estão a salvo e a cooperar com as autoridades”, lê-se no comunicado do comité.

O Comité Olímpico Internacional começou por negar esta ocorrência, considerando “falsas” as notícias sobre a mesma, acabando por assumir que o seu desmentido “não estava correto”.

Os norte-americanos regressavam de um festa em que estiveram com o nadador brasileiro Thiago Pereira no Club France, um espaço na lagoa Rodrigo de Freitas gerido pelo Comité Olímpico Francês.