Desporto

Nadadores americanos danificaram bomba de gasolina no Rio de Janeiro

Os quatro nadadores norte-americanos que alegaram ter sido vítimas de um assalto no Rio, destruíram afinal a porta de uma bomba de gasolina.

A BBC avança que os atletas se envolveram numa altercação com o segurança de uma bomba de gasolina no Rio de Janeiro, acabando por destruir a porta do espaço.

Os nadadores tinham, depois, alegado que foram assaltados.

A BBC diz ainda que as imagens de CCTV mostram que à chegada à Aldeia Olímpica, os atletas estavam visivelmente bem-dispostos e a rir. As autoridades brasileiras dizem que os norte-americanos não mostravam sinais de terem sido assaltados.

Três dos nadadores ficaram retidos no Brasil para serem questionados pela polícia. Ryan Lochte, que até ganhou uma medalha de ouro, voltou aos Estados Unidos.

Depois de Ryan Lochte voltar aos EUA, as autoridades brasileiras repararam em algumas imprecisões nos testemunhos dos norte-americanos e ordenaram que os seus passaportes fossem confiscados para serem depois ouvidos pela polícia.

O nadador Ryan Lochte admitiu que havia algumas falhas no testemunho inicial, mas que não inventaria uma história destas: “Eu não inventaria uma história destas, nem os meus colegas. Nós sentimos que tudo isto nos faz ficar mal”.