Sociedade

Filhos do embaixador iraquiano podem já ter fugido de Portugal

A polícia admite que os dois filhos do embaixador iraquiano em Portugal possam já não estar no país.


A Polícia Judiciária confirma que não sabe onde estão os dois jovens de 17 anos, filhos do embaixador iraquiano em Portugal, que na madrugada de quarta-feira atropelaram e espancaram o jovem Rúben Cavaco, de 15 anos, em Ponte de Sor.

Segundo o Correio da Manhã e com base em informação recolhida junto de alguns inspetores que estão a acompanhar o caso de perto, os dois jovens agressores terão rumado a Madrid e posteriormente ao Iraque, evitando desta forma passar pelo aeroporto de Lisboa.

Recorde-se que devido à imunidade diplomática que usufruem, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras está incapacitado de seguir os dois suspeitos de atropelar e agredir Rúben Cavaco, que continua internado em estado crítico no Hospital Santa Maria, em Lisboa.

Tendo em conta que os jovens são filhos de um diplomata em funções, estes não podem sequer ser ouvidos como testemunhas no processo. Os dois jovens têm imunidade absoluta.