Tecnologia

Google lança o novo Android 7.0

O gigante das pesquisas Google anunciou oficialmente a nova versão do seu sistema operativo para dispositivos móveis, o Android 7.0 Nougat. Esperado por toda a comunidade Android, chega ao mercado de forma gradual… mas não para todos.

Este novo sistema operativo visa colmatar falhas e incrementar a velocidade de resposta dos dispositivos, ‘oferecer’ funcionalidades, melhorar a gestão da bateria e acrescentar novos modos de personalização.

Para este facto não fica alheia a nova abordagem da Google na sua elaboração. A Google convidou, em março, programadores para verem, estudarem e dotarem este Android Nougat com novas aplicações. Este Nougat reflete esse contributo, um passo à frente que permitiu quase de raiz, o desenvolvimento conjunto do novo sistema com as novas aplicações. O resultado é um incremento substancial na gestão de aplicações, rapidez a abrir ou alternar entre funcionalidades e aplicações, tudo o que um sistema deve fazer. E há mais de 250 funcionalidades nativas neste Android Nougat.

Na parte mais pessoal há funcionalidades que visam personalizar o nosso dispositivo com definições ou funções.  Novos controlos de definições rápidas que permitem o acesso mais rápido a funções como bluetooth, WiFi e à lanterna, ou aplicações que adaptam o seu conteúdo com base nas configurações locais. Se falar vários idiomas, por exemplo, os motores de pesquisa poderão apresentar resultados em cada um desses idioma. E não faltam 72 novos emojis.

Numa vertente mais produtiva, as novas funcionalidades centram-se em facilitar tarefas.  O novo modo de Multi-Window, ou Janela Dupla, promete permitir abrir duas aplicações lado a lado. Ambas são perceptíveis de ser ajustadas individualmente, conforme a necessidade de espaço  para cada uma. Há também um novo modo de resposta rápida e direta, sem necessidade de abrir a aplicação, ou Troca Rápida, que consiste em alternar entre aplicações mais utilizadas recentemente com um simples duplo clique no símbolo quadrado (Overview) no canto inferior direito do ecrã.

A segurança não foi preterida e este Android Nougat inclui poderosos níveis de segurança e de encriptação de modo a manter segura a sua informação privada. Os novos dispositivos, que chegam este outuno, irão padecer de actualizações mais suaves, encriptação de ficheiros (que permite isolar e proteger melhor ficheiros de utilizadores individuais no seu telemóvel) e inicialização directa  ou Direct Boot.

As actualizações de software passam a ser feitas em ‘fundo’,o que significa que deixa de ser necessário esperar que o dispositivo instale a actualização e depois optimize todas as suas aplicações para a nova versão. E no trabalho há novas funcionalidades de segurança para utilização do Android em ambiente empresarial.

Para aqueles que utilizam os dispositivos como consolas, e esperam performance em jogos, a Google incluiu suporte para Vulkan e Daydream.

O Vulkan é uma API de renderização 3D avançada que concede novos gráficos e mais velocidade. Já o Daydream é a plataforma da Google para a realidade virtual, a aposta em mundos virtuais. E irá incluir auscultadores e controladores compatíveis no final do ano.

A atualização dos dispositivos já está em marcha e será feita via OTA, sem fios. Mas, pena, nem todos serão contemplados. Infelizmente a demanda e complicações inerentes à atualização do sistema em diferentes marcas e dispositivos continua. Para já, e anunciados, serão contemplados os Nexus 6, Nexus 5X, Nexus 6P, Nexus 9, Nexus Player, Pixel C e General Mobile 4G. Na página do Nougat encontramos ainda o LG G5, o Samsung Galazy S7 Edge, o HTC 10 e o Moto X.