Politica

Tino de Rans está de volta

O candidato presidencial vai ao Palácio de Belém para recolher a primeira assinatura do partido TOP


Tino de Rans está de volta e quer pôr a funcionar o seu novo partido. O TOP – Todo o Português. Andou a ouvir e a recolher a opinião de pessoas e, entre as sugestões recolhidas na sua urna, o TOP pareceu-lhe fazer sentido, porque “Todo o Português é o todo, são 360 graus, é um todo, é o defender tudo o que é português”, afirma.

O candidato presidencial chama-se Vitorino Silva, mas é mais conhecido como Tino de Rans, e diz que vai no próximo sábado à Festa do Livro de Belém, no Palácio de Belém, Lisboa, para "simbolicamente" recolher a primeira assinatura para a criação do partido TOP.

Em junho anunciara que pretendia formar um partido político e referendar o seu nome numa viagem pelo distrito do Porto com uma urna de voto, Tino escolheu agora o Palácio de Belém para oficializar a recolha de assinaturas necessárias para a criação do novo partido, que pretende que seja “nacional” e “abrangente, a 360 graus”, tal como indica o nome Todo o Português (TOP).

“Na campanha dizia que quando fosse Presidente a primeira coisa que ia fazer era abrir o palácio ao povo”, disse, “e fico muito contente, porque o Marcelo não só me ouviu como está a levar a sério as minhas ideias”. Para Tino, “o palácio é do povo e deve-se tirar o mofo ao palácio, deve-se arejar”.