Politica

Deputada socialista critica proposta do governo para proibir cigarros eletrónicos em locais públicos

Isabel Moreira argumenta que cigarros eletrónicos “não provocam danos a terceiros"


A deputada socialista Isabel Moreira critica a intenção do governo de proibir os cigarros eletrónicos em espaços públicos. “O totalitarismo em moldes de padronização comportamental foi sempre feito por pequenos passos”, afirma a constitucionalista.

Isabel Moreira, num texto que escreveu na sua página do Facebook, diz esperar que a proposta “nunca veja a luz do dia” e considera que “equiparar um cigarro eletrónico a um cigarro [tradicional] é o mesmo que equiparar um cigarro a leite”.

A deputada do PS argumenta que os cigarros eletrónicos “não têm fumo. Não provocam danos a terceiros e os estudos mais avançados demonstram que são um dos métodos mais eficazes de combate ao tabagismo”.

A proposta do governo, de acordo com o jornal Público, equipara os novos produtos para fumar aos cigarros tradicionais e deverá entrar em vigor em janeiro 

Os comentários estão desactivados.