Economia

Portugal emite dívida de 2 mil milhões com taxas negativas a seis e 12 meses

Uma semana depois da realização de um leilão de dívida de longo prazo, Portugal conseguiu colocar 2.250 milhões de euros em dívida a seis e 12 meses. Para além disso, a operação foi concluída com taxas de juro negativas em ambas as emissões.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) superou assim o montante pretendido inicialmente. Em concreto, nos títulos mais curtos, a taxa atingida foi de -0,033% nos 500 milhões de euros emitidos – na última emissão comparável a taxa tinha sido de -0,015%. A um ano, a taxa foi já de 0,014% correspondente aos 1,75 mil milhões de euros colocados. Antes as taxas tinham sido positivas.

Num primeiro momento, a agência responsável pelo crédito público tinha estabelecido um montante indicativo para esta operação entre os 1.5 mil milhões de euros e  os 1.75 mil milhões de euros. No entanto, o interesse na dívida nacional foi grande, possibilitando exceder este valor.