Economia

Meio milhão para compensar clientes por greve de seguranças nos aeroportos

A APAVT garante compensações a passageiros afetados pela greve de 27 de agosto.

Tanto as agências de viagem como os operadores turísticos decidiram compensar todos os clientes que acabaram por ser afetados pela greve feita pelos trabalhadores das empresas de segurança nos aeroportos. A greve aconteceu a 27 de agosto, principalmente devido à falta de condições de trabalho.

Em comunicado enviado às redações, a Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) esclarece que em causa está meio milhão de euros em compensações, que serão feitas através de vales que poderão ser utilizados nas agências onde os serviços para as viagens de 27 de agosto estavam marcados.

Os vales podem ser usados durante um ano e, de acordo com a APAVT, trata-se de uma “atitude inédita” no setor do turismo. “Considerando os efeitos devastadores da greve levada a cabo no passado dia 27 de agosto nos aeroportos nacionais, foi decidido pela Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) e pelos seus Operadores Turísticos, compensar os clientes finais, através das Agências de Viagens, da totalidade do valor dos serviços não utilizados”, esclarecem em comunicado.

De acordo com os dados avançados pela ANA, todos os voos que estavam planeados para o dia da greve acabaram por ser realizados, embora com atrasos: “Apenas 3% dos passageiros não conseguiu embarcar”.