Politica

"Orçamento assenta em aumento de impostos e reforça injustiça social"

Ex-ministra das Finanças muito crítica


Maria Luís Albuquerque (PSD) considerou hoje que a proposta de Orçamento de Estado para 2017 "assenta muitíssimo num aumento de impostos generalizado", afastando a poupança e o investimento e aumentando a “injustiça social”.

"Este Orçamento assenta muitíssimo num aumento de impostos generalizado, sobre uma série de matérias, que passa uma mensagem completamente errada para quem queira poupar ou investir neste país porque reforça uma enorme instabilidade fiscal", disse a antiga ministra das Finanças, que ocupou a pasta até 2015, no anterior governo PSD-CDS.

Para Maria Luís, o executivo socialista de António Costa vai "tirar a muitos", "para dar relativamente pouco a alguns", o que "reforça a injustiça social e as desigualdades".

"No essencial é um OE que mostra que não há uma estratégia para o país, que está focado numa estratégia de curto prazo, na sobrevivência política do Governo e que desistiu até daquilo que dizia que era capaz de fazer, que era fazer crescer a economia", realçou.