Desporto

Itália. Este Inter não merece um João Mário. E Bruno Alves sorri

O médio estreou-se a marcar pelos nerazzurri, mas mesmo assim o Cagliari foi ganhar a San Siro

Itália. Este Inter não merece um João Mário. E Bruno Alves sorri

Perfilava-se tudo para ser um dia feliz para João Mário. De regresso ao onze do Inter, após a pausa para as seleções, e perante um modesto Cagliari, onde Bruno Alves comanda as operações no centro da defesa, o ex-médio do Sporting voltou a estar a um nível altíssimo, e desta feita acrescentou um item - talvez o mais importante - à panóplia de qualidades que têm maravilhado a Imprensa italiana desde que assinou pelos nerazzurri: os golos. Ontem, João Mário marcou, aos 56 minutos, numa recarga onde concluiu um ataque que ele mesmo havia iniciado ainda no meio-campo.

O Inter passava para a frente, já depois de Icardi ter desperdiçado uma grande penalidade na primeira parte (a castigar falta infantil de Bruno Alves), e tudo parecia encaminhado para um dia risonho. Nada mais errado: em duas jogadas onde ficou bem patente a falta de qualidade da defesa nerazzurra, o Cagliari deu a volta ao marcador, demonstrando o porquê do Inter somar neste momento três derrotas consecutivas (duas na Serie A e uma na Liga Europa) e ocupar um tristonho 11º lugar no campeonato.

Igualmente fraco está a ser o arranque da Fiorentina, orientada por Paulo Sousa, que não conseguiu melhor que um amorfo 0-0 na receção à Atalanta. São já quatro jogos consecutivos sem vencer para os de Florença, que se encontram num impensável 14º lugar. 

Valência respira Em Espanha, um bis de Mario Suárez permitiu ao Valência vencer em Gijón (2-1) e assim sair da zona aflitiva da tabela, por troca precisamente com o adversário de ontem. João Cancelo fez os 90’. Já o Atlético Bilbau venceu o dérbi basco com a Real Sociedad (3-2) e subiu ao quinto lugar, a três pontos da liderança.

Na Premier League, o Southampton, com o capitão José Fonte no centro da defesa, bateu o Burnley por 3-1 e é agora oitavo, a um ponto do Manchester United, de José Mourinho, que hoje visita o Liverpool, no jogo grande da jornada.
 

Os comentários estão desactivados.