Internacional

Melania diz que a culpa dos comentários sexistas de Trump é do apresentador

Melania Trump tem sido uma defensora firme do marido na sequência das várias acusações de agressão sexual de que o candidato republicano tem sido alvo. E voltou a defendê-lo.


Remeteu, desta feita (e outra vez em sua defesa), a revelação lasciva do vídeo no qual se ouve Donald Trump a tecer comentários depreciativos sobre as mulheres como "boy talk (conversa de rapazes").

A mulher de Trump tem estado praticamente remetida ao silêncio na campanha eleitoral desde que foi amplamente ridicularizada pelo seu discurso na Convenção em julho, um plágio de um texto lido por Michelle Obama em 2008, mas agora foi obrigada a vir a púbico defender o marido.

Melania diz que perdoou o marido e atribuiu ao apresentador Billy Bush a culpa pela gravação em que Donald se refere às mulheres em termos vulgares. A mulher do candidato a presidente dos EUA concedeu a sua primeira entrevista após a divulgação do vídeo ao jornalista da CNN Anderson Cooper.

A mulher de Donaldo Trump disse ainda acreditar na inocência do marido sobre as acusações de assédio apresentadas por várias mulheres. Melania, chegando a questionar a sua credibilidade: "Isso foi tudo organizado pela oposição. E com detalhes... Foram verificar o passado dessas mulheres? Elas nem factos têm". Quando lhe foi perguntado diretamente quem seriam os responsáveis por detrás das acusações, Melania acusou os jornais e... Clinton.

Sobre o vídeo, Melania repetiu uma mensagem parecida com seu comunicado divulgado há dias. “Eu disse ao meu marido que a linguagem era inapropriada. Não é aceitável. E eu fiquei surpreendida porque aquele não é o homem que eu conheço”, disse a ex-modelo ao jornalista. Mas garantiu também que aceitou o pedido de desculpas do marido e colocou a maior parte da culpa em Bush.
 

Os comentários estão desactivados.