Economia

Acionista chinês da TAP compra 25% dos hotéis Hilton

O negócio que ronda os seis mil milhões de euros deverá concretizar-se no primeiro trimestre do próximo ano.

O grupo chinês HNA, acionista da TAP através do consórcio Atlantic Gateway e da companhia brasileira Azul, vai comprar 25% do capital da cadeia hoteleira norte-americana Hilton.

O negócio prevê o pagamento de quase seis mil milhões de euros (6500 milhões de dólares) ao fundo Blackstone, que reduz assim a sua participação no capital do Hilton para 21%.

A HNA - Hainan Airlines - pagará 26,25 dólares norte-americanos (24,1 euros) por cada ação da cadeia hoteleira. Trata-se de mais 15% da cotação atual.

O negócio deverá concretizar-se no primeiro trimestre do próximo ano.

O grupo HNA nasceu em 1993 como uma pequena transportadora aérea local, mas atualmente assegura mais de 600 rotas domésticas e internacionais.

Faz parte de um dos maiores conglomerados chineses, que tem 11 empresas e mais de 110 mil funcionários. Gere 13 aeroportos, e em 2015 comprou a Swissport, a maior empresa de logística de carga aérea do mundo.

O grupo também opera no setor financeiro e no turismo.