Politica

Comissão à CGD interrompida até 30 de dezembro

Informação avançada esta quinta-feira em Diário da República.


Até ao dia 30 de dezembro estão suspensos os trabalhos da comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD).

A informação foi avançada esta quinta-feira, numa resolução do Parlamento publicada em Diário da República.

"A Assembleia da República resolve, nos termos do n.º 5 do artigo 166.º da Constituição, suspender a contagem do prazo de funcionamento da Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco entre 15 de Outubro e 30 de Dezembro de 2016", lê-se no documento.

Fica assim interrompido o prazo de 120 dias da comissão de inquérito, que pode ser prolongado até ao máximo de 180 dias, caso os deputados estejam de acordo.

Segundo vários órgãos de comunicação, a suspensão dos trabalhos até ao fim da discussão do Orçamento do Estado já tinha sido decidida pelos deputados.

Situação que ocorre após a comissão ter pedido ao Parlamento para recorrer ao Tribunal da Relação de modo a assegurar a entrega de documentos da Caixa e do Banco de Portugal, que ambas se recusaram a entregar aos deputados.