Economia

Taxa de desempergo na Zona Euro nos 10%

A taxa de desemprego na Zona Euro fixou-se nos 10% em setembro, o mesmo valor de agosto e 0,6% a menos que em setembro de 2015. Este é o valor mais baixo desde junho de 2011.

Na União Europeia a 28 a taxa em setembro foi de 8,5%, enquanto um ano antes estava nos 9,2%. Para o total dos países da UE é o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

Os números, publicados ontem pelo Eurostat , apontam para quase 21 milhões de pessoas sem, emprego em setembro, 16 milhões delas na Zona Euro. Comparando com setembro de 2015, o número baixou mais de um milhão e meio de pessoas na UE e 900 000 nos países que partilham a moeda única.  

Em Portugal, a taxa de desemprego fixou-se nos 10,8%, em setembro. Em agosto estava nos 10,9% e em setembro de 2015 nos 12,4%.

A taxa de desemprego mais baixa registou-se na República Checa (4%) e Alemanha (4,1%). Grécia (23,2%) e Espanha (19,3%) tinham as taxas mais altas. Por comparação com setembro de 2015, o número de desempregados baixou em 24 dos 28 países da UE, tendo subido na Estónia (de 5,7% para 6,3%), Dinamarca (6% para 6,3%), Áustria (5,7% para 6,3%) e Itália (11,4% para 11,7%).

Emprego jovem

Segundo o gabinete de estatísticas europeu, em setembro de 2016, mais de 4 125 milhões de jovens com menos de 25 anos da UE estavam sem emprego. Nos países da moeda única eram 2 875 milhões, menos 243 000 que no mesmo mês do ano anterior. A taxa de desemprego jovem em setembro de 2016 na zona euro era de 20,3%.

Em Portugal a taxa de desemprego jovem em setembro de 2016 era de 26,5%.