Desporto

Mundial 2018. Irão de Queiroz empata com a Síria... na Malásia

Conjunto orientado pelo técnico português lidera o Grupo A


O Irão, orientado por Carlos Queiroz, não saiu do nulo na visita à Síria, no apuramento para o Mundial 2018.

Este 0-0, na verdade, foi realizado na Malásia, devido à guerra que continua a destruir o país cuja seleção nacional defrontou esta quarta-feira o Irão. Com este resultado, os iranianos lideram o grupo A, com 11 pontos, enquanto os sírios são 4ºs classificados, com 5.

No mesmo grupo, a Coreia do Sul venceu o Uzbequistão por 2-1 e subiu ao segundo posto, com 10 pontos, trocando precisamente com este adversário, que manteve os nove pontos e caiu para terceiro. No fundo da tabela estão China e Catar, que empataram 0-0 em Kunming - num encontro que contou com a presença de André Villas-Boas nas bancadas: o treinador português, recorde-se, assinou há poucos dias com o clube chinês Shanghai SIPG. Yu Dabao, antigo jogador do Benfica, foi lançado aos 73 minutos na China, enquanto Pedro Ró-Ró Correia, português naturalizado catari, foi titular na formação do Catar.

No Grupo B, resultado muito importante para o Japão: 2-1 na receção à Arábia Saudita. Os japoneses chegaram assim aos 10 pontos e passaram para a liderança, empatados com os sauditas.

A Austrália, outra equipa que podia ter passado para a frente, empatou surpreendentemente na Tailândia (2-2), que ainda não tinha qualquer ponto neste apuramento. Um jogo atípico e com três grandes penalidades: uma para os tailandeses e duas para os australianos. A Austrália tem agora nove pontos, enquanto a Tailândia soma apenas um.

A zona asiática de qualificação, recorde-se, divide-se em dois grupos, sendo que os dois primeiros classificados de cada garantem passaporte direto para o Campeonato do Mundo. Os terceiros vão a um play-off de qualificação.