Sociedade

Maços de tabaco podem começar a aparecer sem marca

A OMS recomendou que as embalagens dos maços de tabaco venham sem referência ao fabricante

A partir do momento em que os maços de tabaco começaram a surgir com mensagens anti tabagísticas e com imagens chocantes ficaram menos “atrativos”, agora podem chegar mesmo a ficar sem o nome da marca mencionado na embalagem.

A possibilidade está a ser discutida pela Direção Geral de Saúde que é responsável por avaliar a recomendação feita em maio deste ano pela Organização Mundial de Saúde.

Segundo um comunicado da OMS, “a adoção de maços sem marca restringe ou proíbe o uso de logótipos, cores, imagens de marca e informação promocional, para lá do nome da marca, exibindo num só cor e usando a mesma fonte de letra para todas as marcas”.

A Austrália, em 2012, foi o primeiro país a adotar a medida que em 2016 se alargou a França, Reino Unido e Irlanda do norte.

A taxa de fumadores corresponde a 20% da população de Portugal, embora o número de fumadores tenha vindo a reduzir.