Desporto

Jurgen Klopp: "As lendas que admiramos bebiam como diabos e fumavam como loucos" (vídeo)

Treinador do Liverpool desvaloriza polémica em torno de alegados exageros de Rooney com o álcool

A polémica com a alegada bebedeira de Wayne Rooney enquanto estava ao serviço da seleção inglesa continua a fazer correr rios de tinta em Inglaterra. Esta quinta-feira, a Federação Inglesa (FA) anunciou mesmo que os jogadores ingleses não voltarão a ter noites de folga enquanto estiverem ao serviço da seleção, depois dos supostos excessos do jogador do Manchester United no passado sábado, quando compareceu num casamento no hotel onde estava hospedada a equipa inglesa.

Um porta-voz da FA garantiu à agência noticiosa Press Association que o capitão inglês "reconhece que as imagens são inapropriadas para alguém na sua posição". Além disso, a FA ainda está a investigar o caso de outros dez jogadores que terão estado fora do hotel até às 4:30 da madrugada, no passado domingo.

Ora, quem tentou desdramatizar a questão foi Jurgen Klopp. O carismático treinador do Liverpool comparou o caso de Rooney com o de outros antigos craques do futebol mundial... e não fez a coisa por menos. "Esta geração de jogadores é a mais profissional que já tivemos, não só em Inglaterra. Todas as lendas que vocês admiram bebiam como diabos e fumavam como loucos e, mesmo assim, eram bons jogadores. Ninguém faz isso hoje em dia. Não faço ideia onde o Wayne estava, mas tenho a certeza que não foi nada sério", frisou o técnico alemão, completando de modo irónico: "Tenho pena dos jogadores. Vivemos num lado luminoso da vida, mas, talvez seja uma surpresa, há um humano por trás..."