Sociedade

Rui Moreira desvenda plano de Sócrates

Atual presidente da Câmara do Porto descreve reuniões preparatórias para o plano encapotado da compra da TVI  pela PT. Mas o negócio não lhe cheirou bem e saiu.

Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, foi convidado em 2008 para participar num consórcio para comprar a TVI, juntamente com o Grupo Lena (a que estava ligado Carlos Santos Silva), e o Taguspark, com maioria de capitais públicos. Moreira presidia na altura à Associação Comercial do Porto e a operação foi designada como ‘Projeto Aljubarrota’.

O envolvimento de Rui Moreira foi confirmado pelo próprio ao SOL, revelando que ainda participou em três reuniões mas acabou por manifestar indisponibilidade para entrar na operação, cujos contornos considerou pouco claros. «Fiquei com a impressão de que me queriam para testa de ferro do negócio», declarou.

A documentação sobre a primeira aquisição delineada, a que o SOL teve acesso, mostra que o plano de apropriação da TVI (que podia alargar-se a outros órgãos de comunicação social) passava pelo consórcio entre o Taguspark e o grupo Lena, que teriam ainda como parceiros estratégicos a Portugal Telecom e a Zon Multimédia (atual NOS), contando ao nível institucional com o apoio de pesos pesados da banca, como o BCP, CGD e BES.

 

Leia mais na edição em papel do Semanário SOL