Desporto

Tragédia. Marcelo Boeck no balneário a rezar pelos colegas

Guarda-redes emprestado pelo Sporting à Chapecoense ficou fora da convocatória

Ironicamente, ter ficado fora dos convocados para o jogo mais importante da história da Chapecoense acabou por salvar a vida a Marcelo Boeck. O guarda-redes cedido pelo Sporting ao clube brasileiro não entrou nas contas do técnico Caio Júnior para a primeira mão da final da Taça Sul-Americana e por isso não viajou com o Chapecoense para a Colômbia, onde o avião que transportava a comitiva do clube se despenhou esta terça-feira.

Boeck dirigu-se entretanto para o estádio do clube, juntamente com os outros jogadores que ficaram fora dos convocados, e as imagens divulgadas entretanto nas redes sociais mostram o guarda-redes leonino a rezar dentro do balneário, enquanto outros colegas surgem inconsoláveis.

 

Reza no vestiário da Chapeoense pic.twitter.com/obvorATKFm

— DC Esportes (@esportesdc) 29 de novembro de 2016

Jogadores desolados no vestiário da Chapecoense pic.twitter.com/SsulnjhJ0z

— DC Esportes (@esportesdc) 29 de novembro de 2016

Martinuccio chega revoltado e chuta o lixeiro pic.twitter.com/E7RVL4UuT0

— DC Esportes (@esportesdc) 29 de novembro de 2016

Torcedores da Chapecoense choram na sede do clube pic.twitter.com/otmhfs5dBE

— DC Esportes (@esportesdc) 29 de novembro de 2016

Altar montado na entrada do vestiário da Chapecoense pic.twitter.com/PjKtNmMAMN

— DC Esportes (@esportesdc) 29 de novembro de 2016