Economia

PIB cresce no terceiro trimestre

A economia portuguesa cresceu 1,6% no terceiro trimestre face ao período homólogo e 0,8% em relação ao trimestre anterior. A procura externa e em menor grau da procura interna foram os principais responsáveis pela subida. 

Já o investimento continua a cair. Apesar de uma “variação homóloga menos negativa no 3º trimestre de 2016, o Investimento registou uma diminuição homóloga mais acentuada que no trimestre anterior”, escreve o Instituto Nacional de Estatística (INE). "Comparativamente com o 2º trimestre de 2016, o investimento total diminuiu 3,9% no 3º trimestre de 2016, após a variação em cadeia de 4,1% registada no trimestre precedente", revela o gabinete de estatísticas,

De acordo com dos dados do INE, “o crescimento mais intenso do PIB refletiu sobretudo o aumento do contributo da procura externa líquida, que passou de 0,1% no 2º trimestre para 0,7%, em consequência da aceleração mais acentuada das Exportações de Bens e Serviços comparativamente com a verificada nas Importações de Bens e Serviços”. Ou seja, as exportações subiram mais do que as importações.

Já o contributo “da procura interna para a variação homóloga do PIB aumentou ligeiramente, passando de 0,8% no trimestre precedente para 0,9%, devido à aceleração do consumo privado”. Somando a procura interna com a procura externa, na ótica da variação homóloga, chega-se à subida de 1,6% do PIB.