Internacional

Chapecoense. Mulheres de jogadores tinham tatuado avião antes da queda

Várias mulheres de jogadores que morreram na queda do avião tatuaram um coração desenhado por uma aeronave

Coicidência ou não, a verdade é que várias mulheres de jogadores que morreram na queda do avião, que transportada a equipa do Chapecoense, tatuaram um coração desenhado por uma aeronave antes do acidente acontecer.

 As tatuagens foram feitas em alusão a uma viagem que cerca de 13 jogadores iriam fazer no futuro juntamente com familiares a Punta Cana, na República Dominicana.

“Fizemos um coração com um avião. Era a nossa marca. E o acidente aconteceu justamente com um avião. Dá que pensar: o coração não está completo e no nosso coração faltam eles”, contou ao Globo a esposa do jogador Cleber Santana, Rosângela Loureiro.

A mesma publicação afirma que Loureiro soube da tragédia através de uma chamada por parte da companheira de Dener.

“Ela disse-me que o avião caiu e eu comecei a gritar. Quis ir à Colômbia, mas os meus filhos pediram-me para não ir porque já haviam perdido o pai e não me queriam perder também. Íamos passar no sítio onde o avião caiu”, concluiu.