Economia

Recorde de impostos no setor financeiro britânico

A indústria financeira do Reino Unido pagou um valor recorde de impostos em 2015, mais 7,4% que no ano anterior, atingindo um total de 71,4 mil milhões de libras (84,7 mil milhões de euros), de acordo com um estudo da consultora PwC.

Os números representaram 11,5% do total das receitas com impostos para governo britânico, mostram a importância para o setor para o país e são publicados numa altura em que este fazem lobby junto do executivo para que mantenha acesso ao mercado único europeu depois do Reino Unido abandonar a União Europeia.  

Na segunda-feira, os ministros ingleses da Finanças e do Brexit reuniram com representantes da indústria britânica da banca, seguros e gestão de ativos. No final os governantes emitiram um comunicado conjunto, citado pela agência AFP, em que destacavam a “contribuição crucial” do setor para a economia inglesa e que trabalharão para garantir que Londres continua a ser um hub financeiro “tanto para a Europa como para o resto do mundo”.

Os líderes europeus consideram que com o Brexit significa Reino Unido não pode continuar no mercado único, uma vez que acaba a liberdade de movimentos. Londres diz estar tentar negociar “o máximo acesso possível” dos ingleses ao mercado único europeu.