Sociedade

Gripe já levou ao internamento de dez pessoas nos cuidados intensivos

Gripe já levou ao internamento de dez pessoas nos cuidados intensivos

A gripe levou na semana passada ao internamento de dez pessoas nos cuidados intensivos. O balanço foi feito esta tarde pelo Instituto Ricardo Jorge, que assinala que há um aumento dos casos de síndrome gripal no país mas a epidemia continua numa fase de baixa intensidade. Ainda assim, já há mais casos graves do que no ano passado e nas últimas duas semanas o número de pessoas nos cuidados de intensivos subiu de três para dez. Em 2015, por esta altura, não havia registo de qualquer doente internado em unidades de cuidados intensivos por complicações associadas à gripe. Só no final de dezembro começaria a verificar-se um igual número de internamentos.

Este ano as autoridades já alertaram que a epidemia de gripe sazonal poderá ser particularmente agressiva. Os dados do Instituto Ricardo Jorge confirmam que, até agora, o único tipo de vírus da gripe detetado nas análises feitas para monitorização da evolução da epidemia foi o A(H3), historicamente associado a um maior aumento da mortalidade, sobretudo entre a população mais velha. A mortalidade no país encontra-se até à data dentro do que é expectável, refere o Instituto Ricardo Jorge.

A vacina continua a ser recomendada. É a forma mais eficaz de prevenir o contágio e diminui o risco de complicações, em particular nas pessoas mais vulneráveis como idosos e doentes crónicos. 

Os comentários estão desactivados.