Economia

Greve de pilotos na Lufthansa custa milhões

A greve de seis dias dos pilotos da Lufthansa em novembro custou à companhia aérea alemã perto de 100 milhões de euros.

“A Lufthansa teve de cancelar quase 4500 voos devido à greve. Mais de meio milhão de passageiros foi afretado. As greves vão diminuir os lucros da Lufthansa no quarto trimestre em 100 milhões de euros”, revelou a empresa em comunicado.

Entretanto o sindicato de pilotos anunciou que vai voltar às negociações sobre salários com a empresa na próxima semana e abdicar de paralisações durante as conversas, garantindo alguma folga aos passageiros e empresa para as festas.

A Lufthansa e os seus sindicatos estão em disputada devido a salários desde 2012 e houve pelo menos 15 greves desde o início de 2014.  Os funcionários queixam-se que estão sem aumentos salariais há cinco anos apesar dos lucros da empresa.

Em outubro a companhia aérea antecipou que os seus proveitos anuais antes de juros e impostos serão de aproximadamente 1800 milhões de euros, ao nível de 2014.