Economia

Mais emprego na zona euro

O emprego aumentou tanto na zona Euro como na União Europeia (UE) e Portugal teve a maior taxa de crescimento no terceiro trimestre.

De acordo com dados do Eurostat, no terceiro trimestre e por comparação com os três meses anteriores o número de pessoas com emprego aumentou 0,2% tanto nos 19 países que partilham a moeda única como no conjunto dos 28 países da UE.

Por comparação com o mesmo período de 2015 o indicador aumentou nos meses de julho a setembro 1,2% na zona euro e 1,1% na UE. A estimativa do Eurostat é de que no terceiro trimestre do ano havia 232,5 milhões de pessoas a trabalhar na UE, 153,4 milhões delas nos países do euro, o que é o número mais alto desde o último trimestre de 2008.

Entre os países para os quais há dados, as maiores taxas de crescimento foram em Portugal (1,3%), Espanha (0,8%), Luxemburgo (0,7%) e Irlanda, Chipre e Itália com 0,6%. As maiores descidas na taxa de emprego foram na Letónia (-1,5%), Estónia (-1%) e Bulgária (-0,7%).