Economia

Produção automóvel em Portugal volta a cair em novembro

A Europa continua a ser o mercado que mais recebe veículos automóveis produzidos em Portugal, totalizando 90,8% das exportações.

Os números da produção de automóveis do mês do novembro revelam que o setor da construção automóvel está em desaceleração. Os construtores de automóveis produziram, no mês passado, 13.441 novas viaturas o que representa uma queda de 2,7% em relação ao mesmo período do ano passado, revelam os dados da ACAP.

Ainda assim, esta descida é menos acentuada que a do mês anterior, mas evidencia a tendência de quebra nos ritmos de produção que tem sido registada ao longo de todo o ano de 2016. Em novembro, registaram-se valores negativos na produção de todos os tipos de veículos automóveis saídos das fábricas em Portugal: menos 1% no fabrico de ligeiros de passageiros, menos 3,9% nos veículos comerciais ligeiros e menos 27% nos veículos pesados.

Relativamente aos valores acumulados, de janeiro a novembro de 2016 foram produzidos em Portugal 134.347 novos veículos automóveis, ou seja, uma redução de 10,5% face a igual período do ano anterior.

Em termos de tipos de veículos, este valor é distribuído da seguinte forma: 92.818 novos automóveis ligeiros de passageiros, 37.716 novos comerciais ligeiros e 3.813 novos veículos pesados.

Exportações também descem

Em termos de exportação de veículos automóveis produzidos em Portugal, os dados acumulados indicam igualmente um decréscimo do total de viaturas exportadas face ao ano anterior: em novembro de 2015 já tinham sido exportadas 144.089 viaturas e em novembro de 2016 esse valor caiu para 127.879, o que representa um recuo na ordem dos 11,2%.

Recorde-se o papel fundamental e o contributo expressivo das exportações automóveis para a economia nacional, ocupando o primeiro lugar do ranking das exportações nacionais desde há vários anos e representando um volume de negócios superior a 18 mil milhões de euros.

A Europa continua a ser o mercado que mais recebe veículos automóveis produzidos em Portugal, totalizando 90,8% das exportações. Alemanha (23,3%) Espanha (15,5%) e Reino Unido (11,7%) são os três países europeus que mais contribuem para a balança das exportações automóveis. Fora da Europa, a Ásia é a região onde se verifica o valor mais expressivo (6,7%) sendo que a China continua a ser o país que mais importa carros fabricados em Portugal (5,3%).