Cultura

Facejacking da Antena 3 afinal foi campanha de marketing

O ‘facejacking’ à página da Antena 3 afinal não passou de uma campanha da rádio.

“Ainda nem disseram os melhores do ano e já se tá mesmo a ver que é sempre a mesma cantiga a pandilha toda, por amor de deus”, lia-se na publicação no Facebook oficial da Antena 3.

A publicação dava a entender que a página de Facebook da rádio tinha sido invadida por um utilizador menos satisfeito, mas o que aconteceu não foi nada disso.

A rádio simulou o ‘facejacking’ para chamar a atenção para o seu top-30 de melhores discos portugueses de 2016. A publicação tinha como objetivo mostrar a diversidade musical da estação pública de rádio.