Economia

Japão mais otimista mantém juros baixos

O Banco Central do Japão está mais confiante em relação à melhoria da economia e deixa a política monetária sem alterações.


"A economia do Japão continua a recuperar moderadamente ", revelou o Banco do Japão (BJ) em comunicado, assinalando que a um iene fraco e a recuperação da procura internacional vão fortalecer a recuperação.

A perspectiva saída da última reunião do ano é mais positiva que a de 1 de novembro, na qual embora houvesse uma recuperação moderada, as exportações e a produção manter-se-iam fracas.

O governo japonês espera que o PIB do país avance 1,5% no próximo ano e a inflação deverá subir 1,4%. No entanto, ainda “estamos longe do nosso objectivo de 2% de inflação. É por isso apropriado prosseguir uma poderosa expansão monetária”, disse o governador do BJ, Haruhiko Kuroda.

Assim, o BJ, numa decisão esperada manteve a taxa de juro de referência em 0,1% e vai tentar expandir a sua carteira de dívida soberana japonesa em quase 80 biliões de ienes  por ano.

O Japão ativou um programa de compra de ativos em 2013 com o objetivo de terminar com a deflação que dura há quase 20 anos.