Internacional

Presidente Filipino chama idiota a alto-comissário da ONU

Depois de Duterte ter garantido que ajudou a polícia a matar três alegados delinquentes,o alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Husein solicitou às autoridades judiciais das Filipinas que abrissem uma investigação por homicídio.

Rodrigo Duterte, o presidente das Filipinas, chamou “idiota” ao alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, depois de este ter aberto uma investigação pelos homicídios que Duterte disse ter cometido nos anos 80.

Esta semana, Duterte garantiu ter ajudado a polícia a matar três alegados delinquentes, que estavam acusados de violar e assassinar uma missionária autraliana em Davao, numa altura em que era autarca da cidade.

Após as palavras de Duterte, o alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Husein solicitou às autoridades judiciais das Filipinas que abrissem uma investigação por homicídio.

"Você é um idiota. Não me pode dizer o que fazer. Quem lhe deu o direito? Não me fale como se fosse seu empregado. Sou um Estado-membro, um Estado soberano, cale-se porque é de pouca inteligência”, disse Duterte, citado pela estação ABS-CBN.