Economia

Défice até setembro em 2,5% do PIB

O défice ficou até setembro ficou em 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB), o valor acordado com Bruxelas para o total do ano e 0,1% acima da meta definida pelo Governo para 2016. 

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), nos primeiros nove meses de 2016, "o saldo global das administrações públicas fixou-se em -3.405,6 milhões de euros, representando -2,5% do PIB", valor que compara com um défice de 3,4% em igual período do ano passado.

As contas do INE dizem que esta melhoria do saldo foi determinada por um aumento da receita total em 0,8%, mas também por uma diminuição da despesa em 1,1%.

A análise do gabinete de estatísticas destaca, do lado da receita, “os aumentos da receita com impostos sobre a produção e importação (5,6%) e as contribuições sociais (3,6%)”.

Na despesa é salientado o decréscimo da despesa de capital (-32,7%), que representou 1,7% do PIB (2,7% do PIB no mesmo período do ano anterior),verificando-se uma diminuição de 28,4% no investimento”.