Economia

Automóvel. VW aposta nas pessoas e serviços das novas tecnolgias

Construtora anuncia contratação de 1000 pessoas e aquisição de uma empresa para desenvolver mobilidade eletrónica e condução autónoma

A Volkswagen (VW) está a expandir o seu know-how nos campos da inteligência artificial, big data, realidade virtual, produção inteligente e conetividade.

Para o conseguir anunciou ontem a contratação de mais de 1000 pessoas das áreas das tecnologias de informação (TI) e também a compra de uma empresa de pagamentos de estacionamento por smartphone.

Nos próximos três anos a VW vai recrutar pessoas altamente qualificadas de uma variedade de setores de alta tecnologia, da indústria dos jogos e da investigação de topo.

O objetivo é desenvolver as capacidades da marca em mobilidade eletrónica e condução autónoma. “As pessoas que estão a moldar o futuro da mobilidade estão a vir para a Volkswagen. Estamos a a abraçar os principais desafios do futuro da mobilidade com as melhores pessoas”, diz um responsável dos recursos humanos da marca alemã.

Metade dos novos reforços deverá ficar a trabalhar na fábrica de Wolfsburgo, a “casa-mãe”, e os restantes serão distribuídos por laboratórios da construtora em Berlim e Munique.

“Nunca as tarefas à nossa frente foram tão variadas e tão interessantes como agora. Para o grupo, as TI significam cooperação internacional, trabalho versátil em equipas rápidas e criativas e a tecnologia mais avançada. Em resumo, em mais lugar nenhum as TI são tão excitantes como na Volkswagen”, diz o CIO (Chief information Officer) da VW, Martin Hofmann.

Plataforma de contacto Em outubro deste ano a VW inaugurou em Berlim mais um laboratório digital, a chamada divisão “Moia”, uma unidade com 50 pessoas . Esta veio juntar-se a unidades semelhantes em Wolfsburgo, Munique e São Francisco, EUA.

O objetivo é que funcionem como uma plataforma de contacto entre a empresa e as startups de tecnologia, constituindo “think tanks” para reforçar as soluções de condução autónoma e serviços de mobilidade inteligente no grupo.

Também ontem foi anunciado que a construtora germânica, através da sua divisão de serviços financeiros, adquiriu a PayByPhone, uma empresa sediada no Canadá que permite pagar o estacionamento através de aplicações para smartphones.

“Além de sermos o maior fornecedor de pagamentos eletrónicos de estacionamento, a nossa principal valência é a relação com os utilizadores através da nossa aplicação. e esta relação móvel pode ser estendida a uma panóplia de vários outros serviços”, afirmou o CEO da PayByPhone, Kush Parikh, citado pelo TechCrunch.

Outras aquisições A PayByPhone está presente em cidades como Boston, Londres, Paris, São Francisco e Seattle e fatura 288 milhões de euros em transações por ano.

A VW Financial Services já tinha comprado, no ano passado, a Sunhill Technologies, a maior empresa de pagamentos eletrónicos alemã e em outubro tinha investido na Gett, uma competidora da Uber de Telavive que está também em Londres e Moscovo, com 300 milhões de euros.

A aposta do grupo na mobilidade tipo Uber está também plasmada no anúncio de que em 2017 vai começar a operar este tipo de serviço no Ruanda.

A VW escolheu este país para o lançamento deste serviço já que não é um mercado tão competitivo como outros de África,

Os serviços de mobilidade tornaram-se muito populares em cidade como o Cairo, Nairobi e Lagos, famosas por grandes engarrafamentos e transportes públicos ineficientes.