LifeStyle

Afinal as bebidas sem açúcar não são assim tão saudáveis

Um grupo de investigadores descobriu que as bebidas dietéticas não são tão saudáveis como se pensa. Até podem ajudar a ganhar peso

De acordo com o The Telegraph, os investigadores da Imperial School of Public Health, em Londres, analisaram alguns estudos realizados há cerca de trinta anos e descobriram que não existe nenhuma prova de que as bebidas dietéticas (sem açúcar) impeçam o aumento de peso, que previnam os diabetes tipo II ou que ajudem a manter um índice de massa corporal adequado.

É certo que as bebidas dietéticas contêm menos quantidades de açúcar mas, ainda assim, são capazes de acionar os recetores de açúcar no nosso cérebro.

Os investigadores defendem que os estudos que consideram estas bebidas saudáveis são, na sua maioria, dados pela própria indústria das bebidas de modo a zelarem pelos seus interesses.

“Uma perceção comum, que pode ter sido influenciada pela indústria de marketing, é que como as bebidas de “dieta” não têm açúcar são mais saudáveis e conduzem à perda de peso, quando utilizadas como substitutas das versões açucaradas”, avança um dos investigadores, Christopher Millett.

No entanto, nem toda a gente concorda, Gavin Partington, diretor da British Soft Drinks Association, adianta que “numa altura em que estamos a tentar encorajar as pessoas a reduzir a ingestão calórica é extremamente inútil que os produtos livres de açúcar, e com menos calorias, sejam demonizados sem provas”.

Também de acordo com Gavin Partington está Susan Jebb, conselheira do governo inglês na questão da obesidade. Esta assegura que o açúcar é o principal fator de risco para a obesidade, diabetes tipo II e problemas dentários, pelo que as bebidas dietéticas são “um passo na direção certa” para cortar com as calorias.

A nutricionista da Public Health England afirma que manter um peso saudável exige bem mais do que trocar uma bebida por outra.