Economia

Taxa de desemprego caiu nos meses de outubro e novembro

A taxa de desemprego voltou a cair entre os meses de outubro e novembro. 

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa passou de 10,6% e 10,5%, respetivamente. Uma descida que acontece depois de ter estagnado em julho, agosto e setembro nos 10,9%.

Os dados divulgados ontem mostram então que em outubro do ano passado havia, ao todo, 545, 3 mil pessoas desempregadas em Portugal, menos 2,2% do que no mês de setembro.

Recorde-se que estes dados são melhores do que o INE previa quando divulgou inicialmente a estimativa provisória.

Desemprego na zona euro em queda

Em dezembro do ano passado, de acordo com dados do Eurostat, a taxa de desemprego na zona euro foi de 9,8% em outubro de 2016, o valor mais baixo desde julho de 2009. Em setembro estava nos 9,9% e em outubro do ano passado nos 10,6%. 

O gabinete de estatísticas da União Europeia (UE) revelou que nos 28 países da UE havia em outubro 20448 milhões de pessoas sem emprego, 15908 milhões deles nos países que partilham a moeda única. Comparando com setembro são menos 190000 na UE e menos 178000 na zona euro.

Os países com maior taxa de desemprego são a Grécia (23,4%) e a Espanha (19,2%) e as taxas mais pequenas em outubro estavam na República Checa (3,8%) e Alemanha (4,1%).  

Comparando com outubro de 2015, o desemprego baixou em 24 dos 28 países da UE, mateve-se estável na Itália e subiu entre setembro de 2015 e o mesmo mês de 2016 na Estónia (5,7% para 7,2%), Dinamarca (6% para 6,5%) e Áustria (5,8% para 5,9%).

As maiores quedas foram na Croácia (16,1% para 12,7%), Espanha (21,2% para 19,2%) e Eslováquia (11,1% para 9,1%).