Sociedade

Refeições nas escolas devem começar a melhorar

O presidente da Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE), Rui Martins, mostrou-se preocupado com a qualidade das refeições que são fornecidas pelas escolas aos alunos. Tendo apresentado algumas propostas de mudança.

 “A CNIPE defende que as refeições nas escolas devem ser produzidas nas próprias escolas com alimentos comprados com recursos públicos, produzidos por agricultores locais. Esta forma de produzir as refeições será mais saudável do que se passa em grande parte das escolas no nosso país, onde os produtos e bens alimentares confecionados são produzidos a dez mil quilómetros de distância”, defende a confederação em comunicado de imprensa.

Para além da demonstração de preocupação de Rui Martins, também a Ordem dos Nutricionistas aconselhou o Governo a contratar especialistas que fiquem responsáveis pelas ementas das escolas, garantindo assim a saúde dos jovens.

A CNIPE recorda que nos últimos anos a situação se tem agravado com cada vez mais denúncias de casos de “fornecimento de refeições estragadas, pouca variedade e quantidade”.

A Confederação acredita que, se as refeições fossem feitas nas escolas, a sua qualidade, variedade e quantidade iria ser melhorada. Se os alimentos fossem comprados localmente isso iria também ajudar os produtores locais.