Desporto

Joana Mota e Vítor Lopes quebram jejum

Dois jogadores do Clube de Golfe de Vilamoura começam a época competitiva da FPG a ganhar no Oceânico Faldo, do Amendoeira Golfe Resort. 

Joana Mota e Vítor Lopes venceram o 1º Torneio do Circuito Allianz, a prova que abriu o calendário competitivo da Federação Portuguesa de Golfe (FPG) para os melhores amadores portugueses, realizado no campo desenhado pelo ex-n.º1 mundial, Nick Faldo, no Amendoeira Golf Resort, no concelho de Silves.

Os dois jogadores representam o Club de Golf de Vilamoura, quebraram um jejum prolongado de títulos neste principal circuito da FPG e ainda tiveram em comum o facto de deixarem no 2º lugar os campeões nacionais amadores.

Para Joana Mota foi apenas o seu segundo título no Circuito Allianz, depois do averbado em 2014 no Estela Golf Club, na Póvoa de Varzim. Vítor Lopes, por seu lado, somou o seu quarto troféu neste circuito, mas o primeiro desde janeiro de 2015, no Penina Hotel & Golf Resort.

Foram, contudo, triunfos bem distintos os destes dois amigos e companheiros de clube, uma vez que Joana Mota superou a 2ª classificada, Joana Silveira, por 2 pancadas e ainda se deu ao luxo de fazer 1 bogey no último buraco; enquanto Vítor Lopes necessitou de 1 birdie no último buraco para terminar os 36 buracos regulamentares empatado com Pedro Lencart e derrotá-lo depois no play-off.

Os dois títulos de Joana Mota no Circuito Allianz foram estranhamente semelhantes. Em 2014, partiu para a última volta no 2º lugar, a 1 pancada da líder e acabou por impôr-se com uma vantagem de 4 pancadas sobre Inês Barbosa, graças a uma segunda volta de 76 (+4), o melhor resultado do torneio feminino e o seu segundo melhor cartão de sempre em torneios da FPG.

Desta feita, também começou a derradeira jornada no 2º lugar, a 2 pancadas da comandante, Leonor Bessa (que defendia o título conquistado no ano passado e ficou no 3º posto com +14), e superiorizou-se ao ‘field’ por 2, graças ao melhor resultado do torneio feminino, em 74 (+2)!

O agregado de 155 (81+74), +11, passa a ser o melhor da algarvia em torneios da FPG de 36 buracos.

O torneio feminino teve 11 participantes, enquanto o masculino atraiu 58 jogadores e competiram os melhores amadores portugueses da atualidade, com a exceção dos irmãos Afonso e João Girão, que estudam e competem nos Estados Unidos.

Nenhum dos participantes logrou bater o Par do sempre difícil Faldo Course aos 36 buracos. Vítor Lopes (70+76) e Pedro Lencart (75+71) fecharam com 146 (+2), e as suas voltas de 70 e 71 foram a únicas que ainda superaram o Par-72 em 18 buracos.

Embora alguns jogadores já tenham competido anteriormente este ano no Algarve Pro Golf Tour, a verdade é que este 1º Torneio do Circuito Allianz foi a principal prova de preparação para o Campeonato Internacional Amador de Portugal, que irá decorrer no Montado Hotel & Golf Resort, em Palmela, de 25 a 28 de janeiro (o evento feminino) e de 8 a 11 de fevereiro (o feminino), com algumas e alguns dos melhores golfistas do circuito europeu amador.

As melhores amadoras portuguesas estão, por isso, de abalada para Palmela, mas Vítor Lopes e Pedro Lencart, pelo contrário, ainda têm antes um importante compromisso, no  Campeonato Sudamericano Amateur, de 19 a 22 de janeiro, no Martindale Country Club, nos arredoresde Buenos Aires.

Vítor Lopes, que terminou a época de 2015 como nº1 do Ranking Nacional BPI da FPG, brilhou nesse torneio sul-americano exatamente nesse ano de 2015, quando foi 12º classificado.

Pedro Lencart, de apenas 16 anos, vai competir na prova argentina pela primeira vez, mas em dezembro último mostrou estar em grande forma ao terminar em 12º o conceituado Junior Orange Bowl Championship, nos Estados Unidos.