Economia

Banif. Associação de Lesados diz que vai apresentar “milhares de queixas” à CMVM

Atualmente o número de queixas ronda as 400.

A Associação de Lesados do Banif (ALBOA) revelou, esta quinta-feira, no Funchal, que vai criar um grupo de trabalho para ajudar os ex-clientes do banco a formalizar queixas por "venda fraudulenta" de produtos junto da entidade reguladora do setor.

"É muito importante que as pessoas [os ex-clientes] expliquem o seu caso de venda fraudulenta junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM)", disse  um dos dirigentes da associação, após reunião com o presidente do Governo Regional da Madeira.

A ALBOA pretende tornar o caso dos lesados do Banif mais visível junto da entidade reguladora, fazendo aumentar o número de queixas, que atualmente ronda as 400.