Politica

Trabalhadores da Carris pedem reunião de emergência ao PCP

Trabalhadores irão lutar “até às últimas consequências” pela municipalização da Carris

A Comissão de Trabalhadores da Carris pediu, esta segunda-feira, uma reunião de emergência ao grupo parlamentar do PCP. Em causa está o pedido de apreciação parlamentar dos comunistas relativamente ao decreto-lei que transfere a gestão da Carris para a Câmara de Lisboa.

“Decidimos pedir uma reunião ao grupo parlamentar do PCP. Sem querer pôr em causa a legitimidade da atitude que tomaram, nós não podemos deixar de fazer o reparo em termos do timing que optaram e que poderá vir a trazer graves consequências para os trabalhadores da Carris”, afirmou o representante dos trabalhadores à SIC Notícias.

Para Paulo Gonçalves, o PCP deveria ter “ouvido os trabalhadores” antes de avançar com o pedido de apreciação parlamentar, acrescentando que os trabalhadores irão lutar “até às últimas consequências” pela municipalização da Carris.

“Quando [o PCP] diz que é o partido dos trabalhadores, o mínimo dos mínimos que deve fazer é de facto ouvir os trabalhadores. Que eu saiba, nunca foram ouvidos. Nós estamos profundamente empenhados em defender este processo, da passagem da Carris para a Câmara. Vamos fazê-lo e lutaremos até às últimas consequências para que este processo seja um sucesso”.