Internacional

“Ele está a mentir-vos”: O cartaz de protesto do deputado trabalhista no Parlamento Europeu [Vídeo]

O deputado Trabalhista Seb Dance ergueu um cartaz com a frase: "Ele está a mentir-vos“ atrás de Nigel Farage enquanto este falava no Parlamento Europeu na passada quarta-feira.

O deputado trabalhista Seb Dance ergueu um cartaz com a frase: "Ele está a mentir-vos“ atrás de Nigel Farage enquanto este falava no Parlamento Europeu na passada quarta-feira. Seb Dance escreveu o cartaz enquanto o ex-líder do Ukip (Partido de Independência do Reino Unido), Nigel Farage, discursava sobre a proibição de viagem de cidadãos oriundos de sete países de maioria muçulmana levada a cabo pelo presidente Donald Trump.

Seb Dance, escreveu no Guardian sobre o sucedido “eu sou um membro do Partido Trabalhista no Parlamento Europeu para a região de Londres e porta-voz  europeu do partido para o ambiente e mudança climática, e há muitos aspectos maravilhosos no meu trabalho. Consigo representar a cidade e o país que eu amo num lugar onde pessoas de 28 países diferentes, culturas e histórias políticas se encontram e compartilham ideias. Mas há um aspeto que muitas vezes me faz confusão: o procedimento parlamentar.”

Dance explica no artigo publicado pelo jornal inglês que quando o tempo dos debates é limitado, como aconteceu ontem, quando os deputados debatiam os novos controlos fronteiriços dos Estados Unidos da América, “não há oportunidade de intervir”. Porém, Nigel Farage, sendo líder do grupo EFDD (Europa da Liberdade e da Democracia Directa) recebe um passe automático para “se levantar e falar, sem interrupções, durante três minutos”.

Segundo Seb Dance “alguns comentários focaram a necessidade de se manter um diálogo construtivo com Trump, como se ele ouvisse de alguma forma os argumentos motivados e apaixonados dos deputados de uma organização que ele repetidamente referiu querer destruir”. 

Sentindo-se “frustrado” por ver que as “falsas justificativas da proibição de Trump não estavam a ser desafiadas decidi que tinha de tentar fazer alguma coisa”. Dance afirma ainda que o comportamento não foi “particularmente sofisticado” nem, como veio a descobrir mais tarde -um “comportamento particularmente parlamentar” já que o Ukip  terá escrito a Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu, para queixar-se sobre o incidente.

Dance termina ainda o seu artigo defendendo que “nenhum emprego será criado, nenhuma indústria salva, nenhuma comunidade aumentada por tornar os imigrantes o novo bode expiatório para nossos problemas”.