Economia

30% dos trabalhadores em Portugal ganham até 600 euros

Segundo um relatório divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre a economia portuguesa, 30% dos trabalhadores em Portugal ganham até 600 euros.

No relatório trimestral de setembro de 2016 sobre a evolução do salário mínimo mensal conclui-se que a proporção de trabalhadores que ganham o salário mínimo passou dos 12% em janeiro de 2010 para 19,6% em abril de 2016. A evolução do salário mínimo mensal é justificada em parte com “as atualizações do valor da remuneração mínima mensal garantida, especialmente na alteração dos 485 euros para os 505 euros e na alteração dos 505 euros para os 530 euros". 

"Um aumento para os 600 euros pago 14 vezes por ano, por exemplo, a ser decidido pelos parceiros sociais e como previsto no programa do Governo, seria mais do que o que 30% dos trabalhadores atualmente ganham", lê-se no documento divulgado pela OCDE. Quer isto dizer que atualmente 30% dos trabalhadores ganham salários mensais inferiores a 600 euros.

Ainda de acordo com o relatório desenvolvido pelo Governo é referido que "em virtude dos dois últimos aumentos da remuneração mínima mensal garantida (outubro de 2014 e janeiro de 2016)", registou-se um aumento de "cerca de 16% para aproximadamente 19%" no número de trabalhadores que ganham o salário mínimo.