Economia

2016. Taxa de desemprego caiu para 11,1%

A taxa de desemprego manteve-se nos 10,5% durante o último trimestre de 2016, o que fixa a taxa média anual nos 11,1%, valor que fica abaixo dos 12,4% de 2015.

De acordo com os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), Portugal registou então um número médio de desempregados de 573 mil pessoas ao longo de 2016, ou seja, menos 73,5 mil do que no ano anterior.

A nota, divulgada esta quarta-feira, mostra ainda que “a proporção de desempregados à procura de emprego há 12 e mais meses (longa duração) foi de 62,1%, tendo diminuído 1,5 pontos percentuais em relação ao ano anterior". Além disso, no que respeita ao número médio de empregos pode dizer-se que houve uma subida de 1,2% em relação a 2015, ascendendo a 4 605 2 mil milhões.

De acordo com os dados do instituto, houve então entre outubro e dezembro uma estabilização da taxa de desemprego. Segundo o INE, “A taxa de desemprego do 4.º trimestre de 2016 foi de 10,5%. Este valor manteve-se inalterado face ao do trimestre anterior e é inferior em 1,7 pontos percentuais (p.p.) ao do trimestre homólogo de 2015”.

O instituto destaca ainda que, no último trimestre do ano, estiveram desempregadas 4643,6 mil pessoas, o que representa uma ligeira descida em termos trimestrais e ainda uma melhoria em termos homólogos. “A população empregada, estimada em 4.643,6 mil pessoas, registou um decréscimo trimestral de 0,4% (menos 17,9 mil) e um acréscimo homólogo de 1,8% (mais 82,1 mil)”, explica o instituto.