Dívida Pública

Portugal regressa ao mercado

Portugal regressa ao mercado quarta-feira dia 19 para emitir até 1,25 mil milhões de euros em dívida de curto prazo – três e 11 meses. 

Em comunicado o IGCP revela que vai fazer "dois leilões das linhas de Bilhetes do Tesouro (BT) com maturidades em 19 de maio de 2017 e 19 de janeiro de 2018. O montante indicativo global que a instituição que gera a dívida pública pretende arrecadar com estes leilões está entre 1000 milhões de euros e os 1250 milhões de euros.

A última emissão de BT a três meses foi em outubro de 2016. Na altura foram colocados no mercado 350 milhões de euros com uma taxa de juro média negativa (-0,012%).

Na mesma data teve também lugar o mais recente leilão de BT a 11 meses, tendo sido colocados 900 milhões de euros com uma taxa de juro de 0,006%.

Já esta quarta-feira a entidade liderada por Cristina Casalinho realizou um leilão de Obrigações do Tesouro a cinco e a sete anos. Na linha de OT a cinco anos, o juro foi de 2,753%, acima dos 2,112% da última operação comparável, realizada em novembro de 2016. Nas OT a sete anos, o juro foi de 3,668%, acima dos 2,817% de setembro.

O montante indicativo estava entre os 1000 e os 1250 milhões de euros e o financiamento obtido foi de 1180 milhões de euros.