Economia

Investimento com vistos Gold aumenta

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) revelou ontem que o investimento captado através dos Vistos Gold triplicou no mês passado em relação a janeiro de 2016. Face a dezembro a subida foi de 61%.

No primeiro mês de 2017 o investimento em Portugal através de Vistos Gold foi de mais de 141 milhões de euros, o que compara com os mais de 87 milhões de euros de dezembro de 2016 e os quase 39 milhões face a janeiro de 2016.

Segundo os números do SEF, foram 221 os Vistos Gold atribuídos em janeiro . Destes, 207 foram por compra de imóveis – o que corresponder a 126,5 milhões – e 14 por transferência de capital, o que corresponde a menos 15 milhões de euros.  

Desde que começaram a ser atribuídos em outubro de 2008, os Vistos Gold captaram um investimento de mais de 2,7 mil milhões de euros. 2,4 mil milhões correspondem a compra de imóveis e 266 milhões a transferências de capital.  

Em relação ao número de vistos, contam-se 4423 desde a criação do instrumento até ao final de janeiro: dois em 2012, 494 em 2013, 1526 em 2014, 766 em 2015, 1414 em 2016 e 221 este ano. 4.171 foram concedidos pelo requisito da aquisição de bens imóveis, 246 por transferência de capital, e seis pela criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho.

De acordo com os dados do SEF, revelados pela agência Lusa, a China lidera a lista de atribuições, seguida do Brasil, Rússia, África do Sul e Líbano.