Sociedade

Manuel Maria Carrilho agride psiquiatra em tribunal

A agressão aconteceu no intervalo do julgamento 

Manuel Maria Carrilho agride psiquiatra em tribunal

Manuel Maria Carrilho foi acusado de dois novos crimes.

O antigo ministro da Cultura foi acusado esta semana de ofensa à integridade física qualificada e injúria agravada por ter agredido o psiquiatra Pedro Strecht em pleno tribunal, avançou o Jornal de Notícias.

O incidente remonta a 22 de janeiro do ano passado durante o intervalo do julgamento de promoção e proteção visando os seus dois filhos. Segundo o artigo publicado pelo Jornal de Notícias, Manuel Maria Carrilho saiu da sala e empurrou Pedro Strecht contra uma parede.

O homem estaria na altura a testemunhar na qualidade de psiquiatra.

Manuel Maria Carrilho “"agrediu-o, provocando-lhe dores, e injuriou-o, apelidando-o de 'filho da mãe', 'cabrão', 'miserável' e 'cafre'", pode ler-se num comunicado divulgado pela Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

Recorde-se que Manuel Maria Carrilho tem vindo a ser julgado em tribunal devido ao processo de violência doméstica movido por Bárbara Guimarães.

Os comentários estão desactivados.