Desporto

Inglaterra. Guardião "avantajado" rescinde com o Sutton por causa da empada

Afinal, Wayne Shaw comeu durante o jogo com o Arsenal de propósito após ter conhecimento de apostas

A maravilhosa história de Wayne Shaw, guarda-redes de 45 anos do Sutton United que ganhou fama pública nas últimas semanas devido ao seu peso (mais de 140 quilos), sofreu esta terça-feira um duro revés. Shaw, que desempenhava também funções técnicas no clube da quinta divisão inglesa, rescindiu o contrato, e tudo por culpa... de uma empada.

Ficaram célebres as imagens do guardião "avantajado" a comer, no banco de suplentes, uma empada aos 83 minutos do jogo com o Arsenal, para a Taça de Inglaterra. Porém, Shaw admitiu, após o encontro, ter conhecimento de apostas sobre esse facto. "Alguns rapazes disseram-me: 'Então e as apostas sobre comeres uma empada?'. E eu respondi: 'Não sei, não comi nada o dia todo, por isso pode ser que coma qualquer coisa durante o jogo'. Aos 83 minutos, já tínhamos feito todas as substituições e estávamos a perder 2-0, então pensei: 'Vou brincar com eles. Vamos lá fazer isto'", assumiu o pesado guarda-redes.

Shaw arrisca, agora, uma sanção por parte da Federação inglesa, cujas leis impedem um interveniente de apostar ou ter alguma influência nos jogos em que participa. "A integridade no desporto não é uma brincadeira. Abrimos uma investigação para determinar exatamente o que aconteceu", revelou um dirigente da Comissão de Apostas na Grã-Bretanha, Richard Watson.

O presidente do Sutton, Bruce Elliot, não escondeu o desagrado com Shaw, embora tenha salientado as qualidades humanas do guardião. "O Wayne é um homem excecional. Mas tem andado nos jornais e a fama obviamente subiu-lhe um pouco à cabeça", assumiu o dirigente. Já o treinador Paul Doswell foi mais contundente: “Não me surpreenderia se ele tivesse feito isso por apostas. Tornou-se uma 'superstar' devido ao facto de pesar mais de 140 quilos e aproveitou a oportunidade para ter mais mediatismo. Foi um erro honesto, genuíno, mas com consequências tristes. Ele tem estado nas nuvens nas últimas três ou quatro semanas. Desde que as câmaras o apanharam no jogo com o Leeds, parece outra pessoa. Acho que foi mal aconselhado e errou. Se o conhecessem... ele é um homem extraordinário. Mas cometeu um erro e obviamente está a pagar o preço."