Economia

INE. Confiança dos consumidores aumenta

O indicador de confiança dos consumidores cresceu.

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), este indicador aumentou entre setembro do ano passado fevereiro deste ano. No fundo significa que retomou “a trajetória positiva observada desde o início de 2013 e apresentando o valor mais elevado desde março de 2000”.

A evolução que se registou este ano prende-se essencialmente com facto de se ter registado uma melhoria das expetativas dos consumidores em relação à evolução do desemprego, que “diminuiu nos últimos seis meses, de forma mais expressiva desde Novembro, renovando o valor mínimo da série iniciada em Setembro de 1997”.

Já no caso das expetativas relacionadas com a situação financeira dos agregados familiares, fevereiro regista uma trajetória positiva, que já se vem a registar desde 2013.

No entanto, nem todos os dados são animadores. Já no caso das empresas, o indicador de clima económico recuperou ligeiramente, depois de ter recuado nos últimos dois meses do ano passado.

Ainda assim, esta recuperação não anula os sinais preocupantes que são dados, por exemplo, pela indústria transformadora, cujo indicador de confiança diminuiu.

Já no caso dos outros setores, como comércio ou construção, há uma melhoria da confiança.