Politica

Offshores. Maria Luís Alburquerque e Vítor Gaspar chamados com urgência ao Parlamento

O Parlamento aprovou, esta terça-feira, por unanimidade, um pedido do PS para que os antigos ministros das Finanças, Vitor Gaspar e Maria Luís Albuquerque, sejam ouvidos com urgência a propósito das transferências para paraísos fiscais.


O Parlamento aprovou, esta terça-feira, por unanimidade, um pedido do PS para que os antigos ministros das Finanças, Vitor Gaspar e Maria Luís Albuquerque, sejam ouvidos com urgência a propósito das transferências para paraísos fiscais.

O PSD propôs que as audições surgissem depois de ser conhecido o relatório da Inspeção-Geral de Finanças sobre o assunto das offshores, o que foi recusado pelo PS, que apresentou um requerimento pedindo a audição dos antigos ministros.

Depois de ser aprovado o requerimento, vão ser estabelecidos os contactos com Vítor Gaspar e Maria Luís, sendo que no caso do primeiro não é liquidada a sua presença junto dos deputados da COFMA.

Ficou a saber-se hoje, que cerca de 7800 milhões de euros dos 10 mil milhões dizem respeito a três declarações, de acordo com os dados que a Autoridade Tributária entregou esta terça-feira ao parlamento.

A diretora-geral da AT, Helena Borges, entregou hoje à COFMA um quadro sobre as vinte declarações de operações transfronteiriças, que foram apresentadas pelos bancos, mas que não foram alvo de quaisquer tratamentos pelo Fisco, e que correspondem a cerca de 9800 milhões de euros.

Em causa estão três declarações - uma referente a transferências feitas em 2012 no montante de 2958 milhões de euros, outra  de 3234 milhões de euros enviados para paraísos fiscais em 2013 e uma última referente a um montante de 2054 milhões de euros transferidos para offshore em 2014.

 

 

Os comentários estão desactivados.