Politica

Costa promete iniciativa para garantir igualdade salarial para mulheres

António Costa voltou hoje ao Parlamento para mais um debate quinzenal, marcado por um discurso sobre "os bons indicadores" económicos que o Governo quer evidenciar. Mas no dia Internacional da Mulher, o primeiro-ministro fez questão de deixar uma mensagem especial às portuguesas.

"Neste dia Internacional da Mulher, não posso deixar de recordar duas persistentes marcas dessa desigualdade: o acesso a funções de gestão e as desigualdades entre homens e mulheres", disse António Costa, que tem estado nas últimas semanas num braço de ferro com o governador do Banco de Portugal para garantir que Carlos Costa nomeia duas mulheres para a administração do órgão regulador.

Num debate que começou com o PS a distribuir rosas vermelhas pelas mulheres que estão hoje no plenário, Costa quis mostrar serviço na luta pela igualdade entre géneros. E prometeu para breve uma iniciativa para garantir a igualdade salarial entre homens e mulheres.

"Foi por isso que apresentámos em sede de concertação social a Agenda para Igualdade no Mercado de Trabalho e nas Empresas, na qual se incluem medidas que visam a paridade nos cargos de decisão - o que o Governo apresentou e está neste momento em debate nesta Assembleia - e a igualdade salarial enre homens e mulheres - matéria sobre a qual apresentaremos em breve proposta aos parceiros sociais", disse o primeiro-ministro, que acha que "este é um desafio de todos".

"Apenas com todos será possível mais crescimento, melhor emprego e maior igualdade", defendeu Costa, repetindo aquele que tem sido o seu mantra no Governo.