UE

Reino Unido deve dois mil milhões de euros

O Reino Unido está a dever dois mil milhões de euros ao orçamento comunitário depois de ignorar uma fraude fiscal com origem em importadores da China. 

O Gabinete Europeu Anti-Fraude (GEAF) acusa a Grã-Bretanha de ignorar uma utilização de guias falsas e créditos aduaneiros por parte de importadores chineses que levaram à perda de 1,99 mil milhões de euros em tarifas aduaneiras.

“Recomendamos que a Comissão Europeia recupere o dinheiro ao Reino Unido”, defende o GEAF, citado pela agência AFP.

Uma investigação do GEAF mostra que entre 2013 e 2016 os prevaricadores evitaram as tarifas alfandegárias através de guias falsas e declarações de créditos aduaneiros incorrectos nas suas importações para o Reino Unido.

Segundo o GEAF, “apesar de repetidos esforços e ao contrário das ações de vários outros estados-membros para combater estes fraudulentos” a fraude na Grã-Bretanha continuou a crescer.

O gabinete diz ainda que o esquema fez com que França. Alemanha, Espanha e Itália perdem-se 3,2 mil milhões de euros em receitas fiscais.

A recomendação da GEAF surge numa altura em que as relações entre a União Europeia e o Reino Unido devido ao Brexit, que se estima poderão custar 60 mil milhões de euros.