Desporto

FC Porto. Nuno quer Benfica nos quartos da Champions "a bem de Portugal"

Técnico dos dragões realça, ainda assim, que só lhe interessa verdadeiramente ultrapassar a Juventus

Nuno Espírito Santo fez hoje a antevisão ao próximo encontro do FC Porto, uma deslocação a Arouca já nesta sexta-feira. O técnico dos dragões assumiu que o adversário não se encontra num "bom momento", mas lembrou que isso até se pode virar contra os portistas. "É um jogo, como todos sabemos, difícil, o campeonato é muito competitivo, a Liga tem bons jogadores, bons treinadores e é isso que vamos encontrar. Estas equipas que não têm nada a perder tornam-se perigosas. Estamos preparados, máxima exigência com o objetivo de conquistar os três pontos", frisou Nuno, descartando quaisquer poupanças a pensar no jogo com a Juventus, para a Liga dos Campeões: "Para que haja rotações tem que haver um onze definido e isso não existe no FC Porto. Existe um plantel preparado, com muita qualidade e com a certeza que qualquer jogador quando entra dá rendimento. Não havendo onze, há a preocupação de encontrar os melhores jogadores para o plano de jogo, para a ideia que temos para vencer o jogo."

O treinador do FC Porto, de resto, foi claro na resposta à questão sobre uma eventual rotação já a pensar no encontro com o Benfica, que se joga daqui a duas jornadas, tendo em conta jogadores que estão à bica devido a cartões amarelos: "Não." As águias, de resto, ocuparam uma parte substancial da conferência de Imprensa, como o exemplifica a pergunta sobre se o técnico portista prefere o Benfica nos quartos de final da Liga dos Campeões ou fora da prova já esta quarta-feira. Mais uma vez, Nuno foi concludente: "Eu quero é o FC Porto nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Considero que para Portugal é importante que outras equipas o consigam, mas penso é com o FC Porto constantemente na Liga dos Campeões."

Frisando que Soares ainda pode dar mais - "Sabemos das suas qualidades, do seu talento, mas também sabemos que há coisas a melhorar. Muitas vezes olhamos só para o jogo quando temos bola, mas o jogo sem bola também é importante" -, Nuno Espírito Santo não excluiu as recuperações de Herrera e Corona para o jogo em Arouca. "Ainda falta algum tempo, não estão integrados na dinâmica de grupo. Estão condicionados, mas vamos esperar até amanhã [quinta-feira] para tomar decisões", realçou o técnico.

Neste momento, o FC Porto atravessa a melhor fase da temporada, somando oito vitórias consecutivas para o campeonato - sendo a última o categórico 7-0 sobre o Nacional. Questionado sobre o segredo para ter ultrapassado a má fase que viveu durante parte da temporada, Nuno respondeu desta forma. "O fundamental é saber desde o início o que fizemos e manter o rumo quando as coisas não saíram tão bem. Esse é que é o segredo para as equipas crescerem, mas o processo não está acabado. Independentemente de qualquer recorde, o fundamental é o trabalho da equipa, conseguir os três pontos porque estamos numa luta que há tempos não estávamos e, a dez jogos do fim, só dependemos de nós", lembrou o treinador dos dragões. Depois, mais uma pergunta sobre o Benfica: no caso, qual a equipa em melhor forma: as águias ou o FC Porto? "O meu foco está só em nós. O nosso trabalho passa por trabalhar sem descanso para no final o FC Porto ser campeão. Queremos ser campeões e isso exige o máximo de nós todos", concluiu de forma diplomática.